Investir nos meus pontos positivos ou a desenvolver, o que é melhor?

Seja através de autoavaliação ou feedbacks, muitos profissionais ao identificar características próprias que não são tão boas para algum trabalho caem na armadilha de focar todos seus esforços para se desenvolver nessas deficiências.

Aprendi através de feedbacks, mentoring e consultorias, que este não é o melhor caminho. Mas também não estou dizendo que não se deve fazer nada, muito pelo contrário, temos que trabalhar para que nossas deficiências não sejam evidenciadas novamente e prejudiquem o nosso trabalho e nossa visibilidade em relação aos gestores e equipe.

Imagine que você é ótimo em criação de peças para campanhas de marketing e é extremamente elogiado por isso, mas quando precisa realizar o planejamento da campanha peca em alguns aspectos, não conseguindo abranger todas as atividades necessárias e a elaboração adequada do cronograma.

Por receber feedbacks sobre sua deficiência no planejamento de campanhas, você resolve investir suas economias para ficar muito bom no assunto, inclusive para ficar tão bom quanto aquele seu colega que é referência nessa atividade. Eis que ao final de todo o esforço e dinheiro investido, você percebe que melhorou, mas que ainda não chega aos pés da qualidade do trabalho de seu colega.

Pois é, este é o erro que a maioria comete, e neste caso poderia ter sido investido no aprimoramento na área de criação, se tornando melhor ainda e evidenciando ainda mais seu potencial, e talvez ter procurado orientação de colegas/ gestores ou feito investimentos menores para que o planejamento simplesmente não te atrapalhe.

Sendo assim, o investimento nos pontos positivos trará um retorno muito maior do que focar os esforços nos pontos a desenvolver, mas este ultimo jamais deverá ser deixado de lado!

Pense, o Messi jamais seria o melhor jogador de voleibol (mesmo se treinado pelo Bernardinho rs), pois seu potencial está em fazer gols, um caso extremo como este demonstra com mais facilidade que devemos identificar e desenvolver nossos potenciais.

Ao desenvolvermos nosso Projeto de Carreira, a avaliação destes pontos é fundamental, acesse a sessão Projeto de Carreira no site.

E você, concorda? Já passou por essas situações? Qual estratégia adotou?

Comente!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s